Buscar
  • Renan Diefenthaler

Um salto para a saúde

Aproveito o post de hoje para falar de um assunto que faz parte do dia a dia da maior parte das mulheres. Embora seja uma paixão feminina e sinônimo de elegância e poder, o salto alto pode trazer malefícios para a saúde da sua coluna, pernas, joelhos e pés.


Ao utilizar o salto, a mulher acaba projetando o peso do seu corpo para frente, o que aumenta a curvatura natural da coluna e causa aumento da pressão nos discos lombares, gerando dores e desconfortos.


O ponto de apoio do pé passa a ser a parte da frente, podendo causar o famoso “joanete” e a fascite plantar, uma condição na qual os tecidos da parte debaixo do pé inflamam, causando fortes dores ao caminhar.


Além disso, os joelhos ficam sobrecarregados, gerando desgaste nas articulações, podendo evoluir para uma artrose. Com o uso contínuo, os músculos da panturrilha sofrem encurtamento, motivo de dores quando o salto não está sendo usado e, devido ao stress do músculo, pode criar um esporão de calcâneo.


Vocês devem estar se perguntando agora “Mas, então, eu não posso usar salto alto?”. Eu respondo “claro que podem!”, desde que o uso seja feito da forma correta e acompanhado de alguns hábitos que diminuam os impactos do seu uso.


Dica do Quiropraxista:

Alguns hábitos simples podem prevenir o aparecimento destes sintomas, que tanto incomodam no dia a dia, como: fazer alongamento da musculatura da panturrilha e dos músculos da parte posterior da coxa; evitar o uso desnecessário desse tipo de calçado ou diminuir o tempo de uso. Caso você já sinta algum desconforto relacionado ao uso do salto, nunca é tarde para melhorar seus hábitos e aliviar os sintomas. Seja para prevenir ou para aliviar os sintomas, procure um quiropraxista habilitado, ele saberá indicar o melhor tratamento para você.

2 visualizações

©  Clínica Quíron 

Tel: 051 3065-5025

  • White Facebook Icon